A garota do calendário – janeiro [resenha]


   Oi gente!
   Como estão? Eu espero que bem!

   Hoje vim falar sobre o primeiro livro da série a garota do calendário, então cola aqui e dá uma lidinha, que fiz essa resenha com todo carinho e criticidade.

Sinopse:

Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.
A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser. Dinheiro fácil.
Parte do plano é manter o coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser...

Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecíveis – desde que ela não se apaixone por ele.

Então vamos a resenha? Let's go!




 



Autora: Audrey Carlan
ISBN:978-85-7686-506-3
Ano:2017
Pgs:143
Idioma: Português
Editora: Verus.
Edição: 5ª.


  
A sinopse do primeiro livro dessa série já dá um bom parecer do que esperar de cada volume, e é claro que serão doze histórias vividas pela mesma protagonista, mas histórias que aparentemente não tem nada a ver uma com a outra.
   Mia tem um único objetivo enquanto trabalha como acompanhante de luxo na agencia de sua tia, que é nada mais, nada menos, pagar a dívida adquirida pelo pai nos jogos.

   Em janeiro, Mia conhece Weston, ou melhor, Wes. Nesse volume você vai encontrar boas doses de erotismo, e ao passar das paginas você vai conhecendo um pouco mais sobre quem é a garota do calendário.
   Mia traz em si aquele tipo de protagonista feminina que todo mundo ama, aquela que quebra o paradigma de donzela em perigo que precisa ser salva por um príncipe em um cavalo branco, e sempre está enfatizando que precisa salvar o seu pai do seu ex-namorado, Blaine, que lhe ameaça de morte, caso ele não liquide a divida de um milhão de dólares.

   A escrita é fluida e o livro é curto, você lê ele em poucas horas, mas para mim pareceu estar faltando algo mais, pois o foco maior do livro é o sexo, e eu particularmente não gosto de histórias onde tudo se resume a sexo, gostaria que a autora tivesse se aprofundado mais na personagem, nesse volume ela se limitou em contar a história de uma garota e suas experiências sexuais, mas cá entre nós, quem é que vive de sexo o tempo todo? É, foi o que eu pensei!
   Eu adoraria que a autora tivesse trazido os vários lados da protagonista, ela poderia ter trabalhado mais nisso, mas não o fez, e sim, você deve estar dizendo a si mesmo: Querido, é um livro hot/erótico (como você preferir) o que você poderia esperar?
   É bem isso mesmo, queria encontrar muito mais sobre a personagem nesse volume. O livro trouxe o que o gênero propõe, mas deixou a desejar em algumas coisas.

   Recomendo para quem gosta de livros eróticos e uma linguagem “descarada”, por assim dizer.

Nota: 3/5

You May Also Like

2 comentários

  1. Oii, tudo bem?
    Eu até tinha vontade de ler a série, mas tô ficando brm desanimada com os comentários kkkk
    Acho que é mais uma leitura pra fazer só pra descontrair mesmo, sem esperar muito. Acredito que eu só leria caso não tivesse outra opção, ainda mais por haver tanto sexo assim. Como vc mesmo disse, quem vive disso? Mas como esperar outra coisa? Kkkkk
    Gostei da sua resenha, foi bem detalhada.

    ResponderExcluir
  2. Oii, tudo bem?
    Eu até tinha vontade de ler a série, mas tô ficando brm desanimada com os comentários kkkk
    Acho que é mais uma leitura pra fazer só pra descontrair mesmo, sem esperar muito. Acredito que eu só leria caso não tivesse outra opção, ainda mais por haver tanto sexo assim. Como vc mesmo disse, quem vive disso? Mas como esperar outra coisa? Kkkkk
    Gostei da sua resenha, foi bem detalhada.

    ResponderExcluir

Não deixe de comentar, sua opinião é muito importante pra nós!
Obrigada, e volte sempre!