{Desabafei #1} Mais amor por favor!

18:07

A gente sempre acha que tudo é simples
Até que o simples venha arder em nós
Palavras machucam pessoas 
Por isso muitos vivem a sós

Cada um tem um jeito de ser
Um jeito de amar, um jeito de ver
Mas tem gente que não sabe viver
Maltrata pessoas e deixa o ódio crescer

Tem pessoas que leem sobre o amor
mas as palavras não saem do papel 
por que seu coração é vazio 
e suas palavras extintas de mel 


Tem gente que ama demais 
Tem gente que finge amar
Outros desesperados
Que ao menos sabem sonhar. 

Magoada com o ser humano
Eu desabafo aqui
Estou vivendo meus sonhos
Não tente me impedir.

E aos que cultivam amor
Eu também quero escrever
Vocês serão sempre amados
Nunca terão nada a perder.
Escrito por: Jheinis Duarte.

You Might Also Like

10 comentários

  1. Que lindo 😍❤ amei😍❤

    ResponderExcluir
  2. Bonito poema, parabéns... Eu também escrevo, mas ainda meus poemas estão respirando os ares da gaveta, rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marina,
      Coloca esses poemas pra conhecer corações haha
      Um beijo.

      Excluir
  3. Que lindo! Concordo totalmente com a última estrofe, ninguém perde por cultivar e espalhar amor, ao contrario, ganha em ser alguém melhor :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Isabelle,
      Obrigada! Fico feliz que gostou... Um beijo

      Excluir
  4. Muito fofo! Você escreve muito bem!
    Queria muito saber escrever assim! Parabéns! <3
    Beijos

    https://pequenosinfinitosz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Natalí,
      Fiquei muito feliz com seu comentário. Muito obrigada mesmo!! Um beijo.

      Excluir
  5. QUE LINDO, Jhe <3
    Eu não sou fã de poemas/poesias, sabe, mas adorei o seu ♥♥

    Beijos,
    Flá Bergamin
    http://voceetaolivro.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Flá,
      Obrigada! Fico muito feliz que você tenha gostado então!! Um beijo...

      Excluir

Não deixe de comentar, sua opinião é muito importante pra nós!
Obrigada, e volte sempre!